Select Menu

Narrativas

Narrativas
» » » » » Abismo Infinito – Horror no Espaço
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga



 



Com a proximidade do lançamento do aguardo filme de Ridley Scott –  Prometheus, onde teremos explicações sobre a os segredos da Quadrilogia Alien, despertou nesse Narrador/blogueiro a vontade de narrar um RPG Space Horror, e para minha grande alegria não precisei recorrer a nenhum RPG gringo ou realizar algumas adaptações em outros sistemas, pois temos o excelente RPG Narrativo Abismo Infinito, do brazuca John Bógea,  que superou todas as minhas expectativas.

Origens...
Abismo Infinito nasceu como um projeto de John Bogéa para concorrer no concurso de criação de jogos originais “Faça Você Mesmo”, promovido pela editora Secular Games. Como o próprio John Bogéa comentava em seu extinto blog Sala 101 –  “Foram cerca de dois dias e meio na frente do computador, regado a inúmeras canecas de café, escrevendo, pesquisando, desenhando, pensando e repensando coisas. A epifânia veio quando lembrei de um poema perturbador (e muito foda) de H. P. Lovecraft.”

Ambientação...
No ano de 3362, a população mundial cresceu a tal ponto de extrapolar  a todos os recursos naturais da Terra, deixando o planeta poluído e à mercê de todo tipo de catástrofe natural. Com o objetivo de tentar salvar a humanidade de seu destino catastrófico, a nave Prometheus-3 foi enviada em uma expedição científica ao planeta Autoctonia, o único planeta conhecido que pode abrigar a vida humana além da Terra. Onde os seis tripulantes passaram os últimos quatro anos em câmaras de animação suspensa, dormindo enquanto a nave cruzava uma ponte infra-universal até chegar ao seu destino final. Quando o sono termina, o pesadelo tem início.

Personagens...
Por se tratar de RPG em uma versão beta para concorrer ao concurso, os jogadores devem interpretar os seis membros da tripulação da Prometheus-3 (cientista, engenheiro, médico, navegador, segurança e videomaker) já determinados e sem outras opções, recém-despertos após um sono profundo que durou quatro longos anos.

Depois de todo esse tempo a mente dos personagens já se habituou tanto com os sonhos que resiste a voltar à realidade. O resultado disso é que a mente humana tem dificuldade de definir onírico  e o mundo real, onde os personagens passam a ser atormentados por seus piores medos e as alucinações tendem a aumentar, deixando o personagem cada vez mais entranhado em seus medos.

Sistema...
O cenário de Abismo Infinito é descrito na forma de fácil assimilação, deixando espaço para as elaborações do narrador. O modo de apresentação das conseqüências da Humanidade no planeta Terra feita por John Bogéa é expantoso. Para os narradores que queiram explorar narrativas na nave Prometheus-3 a uma descrição e um mapa detalhado, para orientar os jogadores. Logo em seguida é apresentado o planeta Autoctonia, onde a humanidade busca refúgio.

Na criação dos personagens podemos ver o quando John Bógea gosta de facilitar a vida dos Narradores e Jogadores. O jogador terá 60 Pontos de Gênese, a serem gastos para comprar dois atributos básicos, mais o interessante é a mecânica dos atributos secundários Sonolência (distância entre sonho e realidade) e Medo Particular (maior temor do personagem), que serão bastante explorados durante os jogos.

A resolução dos conflitos é realizada através da jogada de 2d6+HAB (para testes físicos) ou 1d6+CON (para testes mentais), contra uma dificuldade que varia entre 3 e 12, de acordo com a complexidade e dificuldade da tarefa em questão. Caso o teste seja realizado contra outro personagem (do jogador ou do mestre), o alvo tem direito a um teste de reação que segue a mesma mecânica (2d6+HAB ou 1d6+CON). Os valores devem ser comparados e o mais elevado é bem-sucedido em sua tarefa.

Trabalhando as alucinações no Abismo Infinito...
As manifestações oníricas são baseadas de acordo com o Medo Particular do personagem, ou seja, se personagem tem medo de perder um  familiar, ele certamente terá visões de morte do ente querido, o narrador deve explorar bem esses medos que são a alma do Abismo Infinito.


Pois bem... com essa rápida explanação espero ter instigado a curiosidades de vocês em procurarem por esse excelente material que pode se baixado aqui ou na fanpage no Facebook.

Recomendo a todos que queiram narrar a assistirem a filmes como Alien – O Oitavo Passageiro, Enigma do Horizonte e Pandorum, que passam bem o clima apresentado no jogo. Na literatura temos como fonte de inspiração os contos de H.P. Lovecraft. Para os afccionados em podcast podem conferir uma entrevista de John Bógea, comentando sobre a nova versão a ser lançada no PodCast Jogador Sonhador 54.

Logo mais colocarei um post à respeito das seções que estou narrando de Abismo Infinito e se tudo de certo um PodCast da seção.


Nos siga no Twitter @FilhosdaGehenna
Curta a FanPage Filhos Da Gehenna




Autor: Jan Piertezoon


A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast.  Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller & Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!


Autor Jan Piertezoon

A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast. Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller e Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Comentarios