Select Menu

Narrativas

Narrativas
» » » » [A FITA] - O Novo RPG da Retropunk!!!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga



Nesse ano de 2012 em que sobrevivemos ao FINAL DO MUNDO, e ficamos de luto com a MORTE DO RPG, a Retropunk Publicações decide presentear aos jogadores de RPG sobreviventes com mais dois quickstart – Mundo Perfeito de Jhon Bogéa e [A FITA] de Diego Astaurete, os membros do Blog Filhos da Gehenna, jogaram os dois e iremos apresentar as nossas opiniões, mais adiantando vamos apresentar como foi acompanhar o desenvolvimento de [A FITA]

[A FITA] é um RPG de narrativa compartilhada, onde os jogadores/editores deverão através de uma sinopse dada pelo diretor/mediador, com o objetivo de desenvolver uma história envolvendo elementos de Terror & Horror que foram “gravados” em uma fita de vídeo. Os equipamentos/materiais necessários para jogar com o seu grupo é um cronômetro, lápis e as fichas de câmeras, personagem e locação.

[A FITA] é um jogo de terror que tem como objetivo criar um momento trágico captado por diversas câmeras de vídeo em perspectivas diferentes, utilizando a narrativa compartilhada como ferramenta que possibilite a simulação exata desse tipo de situação, muito semelhante a filmes como Atividade Paranormal, A Bruxa de Blair e Cloverfield.

É com essa ideia básica que somos apresentados a esse RPG [A FITA], onde temos um leque de possibilidades a serem explorados durante as narrativas.

No inicio do mês de junho tive o primeiro contato com o [A FITA], quando o autor, Diego Astaurete, colocou em uma rede social um pequeno conto (se a minha memória não falha), apresentando ao Guilherme Pizzatto de Moraes, algum tempo depois, durante o FORPG em Fortaleza – evento de RPG realizado pelo grupo Vilado Rpg, John Bogéa confirmar a informação do Guilherme Pizzatto de Morais – Editor Geral da Retropunk Publicações, que [A FITA] se tornaria um produto da Retropunk Publicações e John Bogéa seria o editor/coordenador do projeto [A FITA]. Logo em seguida o Diego Astaurete disponibiliza uma versão, [A FITA] v1.5, apenas com muita informação e sem diagramação.


Ao debruçar sobre [A FITA] v1.5, após ler um resenha no Site Paragons, tive uma surpresa ao constatar que o sistema utiliza um cronômetro no lugar de dados, esse fator foi primordial para uma imersão completa na premissa abordada no jogo.  Outro fator que foi fundamental para aproximar os jogadores ao universo de [A FITA], foi o concurso – A apareça em [A FITA] RPG – para escolher as melhores fotos a serem manipuladas por Jhon Bogéa para fazerem parte das “ilustrações”.


O meu grupo de início não ficou muito empolgado com a ideia de [A FITA], mais logo depois de assistirem ao Primeiro Playteste em vídeo de [A FITA], no Google Hangout, onde participaram o Ricardo Mallen e o Alberto Miranda, que correspondia a primeira versão do jogo, notei que eles começaram a visualizar as novas áreas de atuação/jogo. Pronto... ficou mais fácil os meus jogadores passaram a absorver material do RPG.

O autor Diego Astaurete foi entrevistado Scizornl do Site Paragons, onde nos revelou o prelúdio de [A FITA].

Após todo esse tempo de maturação temos um quickstart de uma versão final de [A FITA], e como era de se esperar temos um texto mais completo, bem explicado e de fácil assimilação, algumas mudanças em nomenclaturas e com um sistema bem mais rápido. A diagramação do quickstart ficou por conta de Jhon Bogéa, autor e diagramador do RPG Abismo Infinitode excelente qualidade e realmente transmite a sensação de estar acompanhando uma gravação de uma fita VHS com muitos elementos de terror. Com certeza [A FITA] se tornou um excelente alternativa para quem procura uma nova forma de jogar RPG com a temática de Horror & Terror.

Então webspectadores baixem logo o seu quickstart de a [A FITA] e de quebra temos uma Sinopse [NOITE FELIZ], uma "aventura pronta" com temática natalina.

Confira mais informações sobre [A FITA] no Site da Retropunk e na Fanpage


Nos siga no Twitter @FilhosdaGehenna

Curta a FanPage Filhos Da Gehenna




Autor: Jan Piertezoon
A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast.  Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller & Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!


Autor Jan Piertezoon

A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast. Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller e Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Comentarios