Select Menu

Narrativas

Narrativas
» » » » » EVENTOS DE RPG: FORPG 2013 & DMITRI GADELHA
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga


O FORPG 3ª edição começa amanhã e diversas pessoas estão ansiosas para participarem em todas as atividades, mas posso dizer com certeza que o mais ansioso por esse momento é Dmitri Gadelha, o organizador da Vila do RPG, grupo responsável pelo evento.

Para saber um pouco mais sobre o FORPG e para diminuir a curiosidade referente ao evento, convidei Dmitri Gadelha para um bate papo, onde colocamos muitas ideias em pautas, confiram.

FILHOS DA GEHENNA (FG): NOVAMENTE... vamos começar com a costumeira pergunta... Quem é Dmitri Gadelha?
Dmitri Gadelha (DG): Bem, Dmitri Gadelha é um professor de história, nerd, headbanger e RPGista. Cara, que esquisito falar de si mesmo na terceira pessoa...

FG: A quanto tempo joga RPG?
DG: Há 15 anos. 99% desse tempo como narrador.

FG: RPG & Educação é uma mistura possível?
DG: Com certeza! Aqui no Brasil isso já é uma realidade em alguns estados. Apesar de ainda não haver nenhum programa ou política educacional oficial nesse sentido, são inúmeras as publicações de dissertação, teses e artigos científicos abordando o tema. Isso sem falar a iniciativa de vários professores/RPGistas em montar projetos nas escolas que trabalham. Eu mesmo estou organizando um para iniciar em 2014, na escola onde leciono, que contará, inclusive, com uma verba específica par sua efetivação. Espero que dê tudo certo!

FG: O que tem jogado atualmente? Mantém algum grupo regular?
DG: Ao longo de 2013 eu narrei por vários meses uma mesa de O Um Anel, que, infelizmente, devido a trabalhos e estudos de alguns membros, tivemos que parar, mas já estamos reorganizando seu retorno, porque o grupo estava super entrosado e a narrativa muito envolvente. Atualmente estou narrando para outro grupo uma mesa de Pathfinder que tem como cenário os Reinos de Ferro, usando a aventura oficial Trilogia do Fogo das Bruxas, e, diga-se de passagem, o está indo de vento em popa! Paralelamente, estou relendo algumas coisas de Vampiro: A Máscara pra narrar uma futura mesa nos encontros da Vila do RPG, mas isso são cenas dos próximos capítulos...

FG: Quem você admira no atual cenário do RPG em Fortaleza – CE e no Brasil?
DG: Olha, citar apenas um seria covardia, porque tem muita gente fazendo um belíssimo trabalho pelo nosso hobby espalhados por todo o país. Mas eu poderia dizer que todos os jogadores, narradores e organizadores de eventos, que dedicam suas horas livres para construir histórias fantásticas coletivamente em torno de uma mesa merecem toda a minha admiração e respeito. Na minha humilde opinião, isso é a verdadeira alma do RPG.

FG: O que o RPG representa em sua vida?
DG: Há alguns anos, apenas um hobby. Atualmente, algo com grande potencial para se tornar algo fundamental em meu trabalho como professor. Seja como for, RPG me remete a amizade, companheirismo, coletividade e diversos outros valores humanos. É algo que além de simplesmente me divertir, proporciona uma alternativa na forma de fazer meu trabalho, alcançando uma certa dimensão do meu aluno que geralmente fica distante quando a aula possui um formato mais tradicional. Posso dizer que não imagino hoje minha vida sem RPG.

FG: Quais são os seus sistemas / cenários de RPG preferido?
DG: O bom e velho D&D sempre tem um lugar no coração, ao lado de World of Darkness (velho e novo, curto ambos).

FG: Como foi o desenvolvimento do Vila do RPG?
DG: Como jogador e narrador de longa data, eu sempre tinha imaginado o que eu poderia fazer a mais pelo RPG que simplesmente jogar.  Conversando com meu grupo da época, decidimos montar um blog para compartilhar nossas experiências com outros jogadores Brasil afora. Outra coisa que queríamos era tentar atrair mais jogadores e expandir  cultura do RPG em Fortaleza (e além), daí pensamos em organizar eventos destinados não apenas a RPGistas, mas a curiosos em geral. Isso foi no início de 2010. Já estamos a quase quatro anos nessa empreitada que tanto nos dá satisfação e diversão!

FG: Qual foi a primeira formação do Vila do RPG
DG: As pessoas que jogavam comigo na época, que eram meu primo Marzeu e nossos amigos Emanuel e Jr “Toy”. Depois disso, outros velhos e novos amigos entraram e saíram. Mas hoje em dia posso dizer que o Vila do RPG é formado não apenas por um grupo, mas por todos aqueles que estão conosco aos sábados, jogando, narrando ou mesmo trocando idéias sobre esse maravilhoso mundo do RPG.

FG: Como começou parceria com Livraria Feira do Livro?
DG: Quando tivemos a idéia de realizar eventos, procuramos espaços em que já acontecia alguma atividade relacionada a RPG. Queríamos um espaço que tivesse um apelo cultural, já que nossa proposta sempre foi explorar o RPG não apenas como atividade lúdica, mas como um subproduto de um nicho cultural, o que hoje em dia corriqueiramente chama-se de “cultura nerd”. Assim, encontramos a Livraria Feira do Livro, um local perto onde os membros do grupo moram. Na época, havia um grupo que afirmava estar realizando eventos no local, mas acabamos descobrindo que isso não estava acontecendo. Aí, reunimos nossas hordas de guerreiros, tomamos a livraria de assalto e erguemos nosso bastião do RPG em Fortaleza! Brincadeiras à parte, fomos praticamente adotados pela proprietária do local, atualmente nossa grande amiga Mileide Flores, alguém que possui uma história louvável em nome da leitura não apenas no Ceará, mas a nível de Brasil.

FG: Qual a maior dificuldade em realizar e manter os encontros semanais na Livraria Feira do Livro?
DG: Acho que foi convencer os jogadores a sair de casa para jogar RPG, pois geralmente as pessoas preferem o conforto de seu lar para reunir os amigos e jogar. Para “desentocar” os jogadores, nós montamos em espaço agradável, onde as pessoas são bem recebidas, como se estivessem entrando em uma nova família.

FG: Qual foi e como foi a primeiro evento organizado pela Vila do RPG?
DG: Foi um evento bem pequeno, que organizamos na associação de moradores do bairro onde moro. Chamamos de “D&D na Vila”, ainda antes de nossa parceria com a Livraria Feira do Livro. O público foi algo em torno de vinte pessoas, a maioria meus amigos e alguns outros conhecidos. Daí para frente, ajudamos a organizar o Dia D RPG 2010 e as primeiras edições do antigo Pirata RPG em 2011.

FG: As parcerias com as Editoras foram fáceis de conseguir?
DG: Na verdade, sim. É comum que as editoras no meio RPGístico apoiem os eventos Brasil afora. É claro que isso não é feito “de graça”, por assim dizer, afinal de contas, tanto os eventos de grupos que nem o Vila do RPG quanto matérias produzidas em nosso site promovem e divulgam o produto das editoras, e isso com certeza gera retorno para elas, que afetam o público alvo. Eu diria que é uma relação de mão dupla muito importante para o fortalecimento do RPG a nível nacional.

FG: Posso dizer que o FORPG se tornou o maior evento dedicado exclusivamente ao público de RPG do Nordeste?
DG: Por sua própria conta e risco, hahahahah! Mas falando sério, nosso público, que gira em torno de 300 pessoas é grande se tratando de um evento dedicado que tem o RPG como foco principal. Claro que não é um número de grande expressão, mas quem sabe um dia a gente chega lá.

FG: Qual foi a emoção de conquistar um espaço para o RPG na Bienal do Livro em 2012?
DG: Foi fantástico! Isso é mais um reflexo da sólida parceria da Vila do RPG com a Livraria Feira do Livro, pois sua proprietária, Mileide Flores, estava trabalhando na organização da Bienal e nos convidou. Apesar de não ter rolado um espaço para mesas de jogo, as palestras e debates que rolaram no espaço Arena Jovem, que estava sob nossa responsabilidade, apresentaram muita coisa interessante sobre cultura nerd de maneira geral, como RPG, literatura fantástica e quadrinhos. Isso sem contar as presenças de diversos escritores no espaço, como Rochett Tavares e os já cultuados Leonel Caldela e Raphel Draccon.

FG: A Vila do RPG tem um projeto bastante interessante e o Vlog da Vila é muito bom, quando teremos o vlog ativo novamente?
DG: Com sinceridade, me perguntam tanto isso que estou começando a acreditar que o Vlog da Vila era bom mesmo, hahahaha... Bem, atualmente, não apenas o vlog, mas nosso próprio site estão passando por algumas mudanças (hospedagem, autores, layout,  etc) e com certeza o Vlog da Vila é um dos nossos projetos que devem retornar com todas as forças em 2014.

FG: O que podemos esperar para o FORPG 2013?
DG: Tudo o que tinha ano passado e mais um pouco. Além dos espaços destinados para as mesas de jogos e os campeonatos (Magic: The Gathering e Vampire: The Eternal Struggle), teremos mais de dez palestras/debates envolvendo não apenas RPG, mas a cultura nerd em seus vários aspectos. Isso, é claro, não poderia acontecer sem o apoio que recebemos mais uma vez de diversos grupos e pessoas que se dedicam de uma maneira ou de outra a esse universo. Nosso convidado especial desse ano é Dan Ramos, diretor de arte da Editora Redbox, vindo diretamente das terras “arretadas” da Paraíba. Também estarão palestrando conosco: Daniel Brandão (quadrinista e professor-diretor do Estúdio Daniel Brandão), Giovane Araújo (plastimodelista premiado e blogueiro do Miniaturas Giggio), Prof. Dr. Carlos Velásquez (coordenador do grupo de pesquisa MITHO, da Unifor), Soares Junior (Toca – CE / Intocados), Natasha Lins (Conselho Steampunk Ceará), Arusha Kelly (Nova Ordem Jedi Fortaleza), Amadeu Terceiro (professor de game design) e, como sempre, alguns membros da própria Vila do RPG (esse ano Stenio Gomes e Junior “Bakura”). Bem, acho que “só” isso, hahaha...

FG: Quais os futuros projetos de Dmitri Gadelha e qual o futuro do Vila do RPG?
DG: Pode ter certeza que as atividades da Vila do RPG ainda tem uma longa jornada a percorrer. Quanto a mim, em 2014 espero fortalecer o uso do RPG na educação, com um projeto direcionado aos meus alunos. Ah, e um FORPG ainda maior, se os deuses nos abençoarem!

FG: Para encerrar quero agradecer por ceder essa entrevista para o Blog Filhos da Gehenna e pessoalmente estou ansioso para participar do FORPG 2013. Deixe um convite para os webespectadores comparecerem ao FORPG 2013.

DG: Eu é quem agradeço o espaço e divulgação, amigos. Aos RPGistas de Fortaleza e além, a terceira edição do FORPG está chegando nos dias 21 e 22 e dezembro e nós da Vila do RPG novamente convocamos a todos para comparecer a mais um encontro destinado ao nosso querido hobby. Vamos mais uma vez nos reunir e nos confraternizar fazendo o que tanto gostamos. E “bora jogar RPG”, galera!

Bem espero que tenha ajudado aos narradores que estão empolgados para narrarem em eventos e convido a todos comparecerem ao FORPG 2013 o maior evento de RPG do Nordeste.

  

FORPG 2013
DATA: 21 e 22 de Dezembro
LOCAL: Pirata Bar – Rua dos Tabajaras, 325, Praia de Iracema, Fortaleza-CE.
HORÁRIO: 10hs as 18hs
ENTRADA: GRÁTIS!!!!!!!!

CONVIDADO ESPECIAL: Daniel "Dan" Ramos – O Senhor das Artes visuais da Redbox Editora, blogueiro do BiroscaNerd e autor do meu Hack/RPG do momento O Mundo das Trevas Fantasia (mais informações em breve).


Confira a Programação



Autor: Jan Piertezoon
A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast.  Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller & Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!

Autor Jan Piertezoon

A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast. Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller e Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Comentarios