Select Menu

Narrativas

Narrativas
» » » » Resenha Talisman: O Mágico Jogo de Aventuras & Feliz 2014
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga


Aproximadamente há um mês adquirir o Board Game Talisman: O Mundo Mágico de Aventuras 4ª edição no Mundo Multi Games – MMG. Lançado originalmente para Portugal e logo em seguida a Devir, passou a distribuir no Brasil, ou seja, o jogo está no idioma Português de Portugal, mas nada que atrapalhe.

O meu grupo de jogo tem fortes influências de jogos de RPG, dessa forma o board game para agradar aos meus jogadores ele deve ser muito divertido, ter uma boa duração de horas e ter componentes que chamem a atenção, e o Talisman consegue reunir todas essas características. Saliento que o Talisman é um board game americano de 1983 e que atualmente está na sua 4ª revisão, mas o fator aleatoriedade continua presente em sua jogatina.

Talisman desagrada muitos jogadores por não ser possível estipular uma estratégia para a jogatina, pois todas as suas ações, i. e., combate, movimento e demais são estipuladas através da jogada de um dado de seis faces, o velho d6. Esse fator desagrada os jogadores mais estratégicos e faz com que o jogo possa demorar horas para terminar, apesar de ser relativamente fácil encontrar diversos tutorias na internet que criam formas de jogo que deixam a jogatina divertida diminuindo o tempo.

A Temática
Talisman é ambientado em um mundo medieval de alta fantasia. Os jogadores têm a sua escolha 14 personagens baseados em arquétipos – Anão, Mago, Elfo e demais. Os personagens desbravam diversos territórios nas terras mágicas recolhendo equipamentos, armas, relíquias antigas e aliados na busca para adquirir a Coroa de Comando.

A Coroa do Comando
Na terra mágica Talisman há muito tempo um grande Mago criou um objeto poderoso, denominado a Coroa de Comando que o permitiu governar o reino durante toda sua vida, quando estava perto de morrer o mago escondeu a Coroa de Comando nas regiões mais perigosas do reino, agora após sua morte o reino ficou caótico sem um governante e esta abarrotado de criaturas e bestas mágicas, é necessário que alguém consiga recuperar a Coroa de Comando para reinar e pacificar o reino, ou não.

O Objetivo
Cada jogador irá vagar pelas regiões: Região Exterior, região que poderá se fortalecer e enfrentar perigos medianos; Região Média, região com perigos elevados e a Região Interior, onde em cada área um grande perigo espreita. Cada Região é divida em áreas que apresentam determinados tarefas a serem realizadas para continuar o jogo. Os jogadores sempre estarão em busca de adquirir equipamentos, armas e aliados para melhorar suas estatísticas para sobrepujar os obstáculos e sair vitorioso ao enfrentar diversas batalhas com criaturas da fantasia e os demais jogadores. Uma vez que os personagens conseguiram obter o artefato mágico Talismã, os jogadores vão ter a  oportunidade de entrar na Região Interior e enfrentar seus desafios para finalmente chegar ao Vale do Fogo e reivindicar a Coroa de Comando.

A Jogatina
Para começar, o jogador deve escolher um cartão de personagem, dentre os 14 arquétipos fornecido. Os personagens têm estatísticas básicas iniciais: FORÇA para combates e proezas físicas; Destreza para combates psíquicos e provações de agilidade; VIDA representa a vitalidade do personagem; OURO e OBJETOS as posses do personagem; SEGUIDORES aliados que o personagem adquiri durante a aventura e DESTINO característica que permite ao jogador rerolar o dado. Alguns dos personagens são naturalmente mais talentosos em combate e outros em magia, enquanto outros são balanceados. Além disso, os personagens são muitas vezes diferenciados com habilidades únicas. Tais fatores dão ao jogador uma sensação ter um personagem único a cada novo jogo. No desenvolver da jogatina os personagens irão obter itens e aliados que vão contribuir positivamente ou negativamente para as suas estatísticas.

O jogo é simples de jogar e de assimilar, novos jogadores ou jogadores iniciantes não terão dificuldade em jogar Talisman. O jogador joga um dado de seis faces para determinar o número de áreas que irá percorrer em seu movimento, então escolhe qual direção, esquerda ou direita; ou se pode ser capaz de se mover entre as Regiões. Uma vez na área que escolheu parar, o jogador segue as instruções determinadas, possibilitando o personagem enfrentar criaturas, conseguir aliados, adquirir armas, adquirir equipamentos, adquirir tesouro, ou adquirir objetos mágicos. Se dois ou mais jogadores se encontrarem em uma mesma área, os jogadores podem se enfrentar e o personagem derrotado pode perder vitalidade ou ter que entregar algum item de valor.

Os jogadores iniciam a jogatina na Região Exterior, com o intuito de se movimentar nas áreas e ir coletando itens para melhorar suas características. Há duas maneiras de mover-se para a Região do Média, uma exige um teste de FORÇA ao cruzar uma ponte e a outra forma é conseguir um passeio de jangada pagando um determinado valor, pois a Região Exterior é separada pelo Rio Tempestade da Região Média. Uma vez na Região Média, o jogo continua da mesma maneira, apesar de um aumento gradativo nos desafios e obstáculos a serem sobrepujados. No entanto, há um maior potencial para encontrar itens.

Na Região Média, os jogadores também podem aceitar uma missão do Feiticeiro e se concluída recebem o objeto mágico Talismã. O Talismã é necessário para chegar na Área Vale do Fogo e passar pelo Portal do Poder da Região Interior.

Uma vez que o jogador obtenha um Talismã e tenha FORÇA ou DESTREZA suficiente para abrir o Portal do Poder, ele vai entrar na Região Interior. Na Região Interior o jogador irá enfrentar os guardiões antes de reivindicar a Coroa de Comando. Uma vez que o jogador reclame o direito a Coroa de comando, ele pode lançar o Feitiço de Comando, forçando os outros jogadores a automaticamente perder um de vitalidade. Nesse momento os demais jogadores iniciam uma corrida para recuperar a Coroa de Comando antes de terem a sua vitalidade exaurida, o vencedor que conseguir manter-se na Região com a Coroa de Comando se tornará o novo Governante das Terras Mágicas de Taliman, o vencedor do jogo.

Minha Humilde Opinião
Em relação aos componentes do board game Talisman é inegável o excelente acabamento das miniaturas, o tabuleiro que representa o mundo de Talisman possui uma bela arte e as cartas são de excelente material, tudo é de boa qualidade apresentando uma boa resistência, as regras apresentadas no manual são totalmente claras para não deixar dúvidas ou erro de interpretação.

A diversão é garantida para os mais variados jogadores, sem restrição de idade e o fator de aleatoriedade da jogatina irá garantir momentos hilários, risadas e descontração ocorrerão durante todo o jogo. Mas devo salientar que Talisman NÃO é um jogo para aqueles que busquem um jogo competitivo, de elaborada estratégia e sistema equilibrado. Talisman é para jogadores que queiram se reunir conversar e se divertir sem ter que elaborar jogadas e movimentos estratégicos.

O manual do jogo apresenta diversas regras, porém estas são extremamente simples, o jogo em si é auto-explicativo, posso dizer que o ponto negativo é a duração da jogatina que pode levar horas, apesar da demora, o manual fornece algumas variações de regras para uma partida mais rápida. Tenho utilizado algumas regras alternativas que obtive no fórum da Fantasy Flight Games, a empresa que edita o jogo, nessas regras alternativas são expostos missões secundarias que ao serem completadas concede a vitória para o jogador, ou seja, nem sempre o objetivo é obter a Coroa de Comando. Talisman apresenta uma altíssima rejogabilidade devido à grande gama personagens, na versão básica é disponibilizado 14 personagens, além disso, há diversas expansões, a última é The Nether Realms lançada recentemente adicionando novas missões, novas criaturas, mais personagens e itens e muito mais...


Em resumo é um jogo que recomendo muito com uma única ressalva, Talisman NÃO é um jogo para aqueles que busquem um jogo competitivo, de elaborada estratégia e sistema equilibrado. Talisman é para jogadores que queiram se reunir conversar e se divertir sem ter que elaborar jogadas e movimentos estratégicos. 

Quem estiver interessado em adquirir o Board Game deem uma olhada na Loja Mundo Multi Games – MMG, tem um material bacana com ótimos preços e se quiserem jogar para determinar a sua opinião sempre estou jogando no espaço da Vila do RPG e do Mundo Multi Games – MMG.



Autor: Jan Piertezoon
A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast.  Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller & Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!

Autor Jan Piertezoon

A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast. Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller e Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Comentarios