Select Menu

Narrativas

Narrativas
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga


A Editora New Order iniciou no mês de março no Catarse o financiamento da versão brasileira de Yggdrasill RPG, um rpg de origem francesa baseada em um cenário viking. O meu primeiro contato com o cenário foi logo após Fernando Ferreira apresentar a Fanpage Crônicas Skjöldung - Sagas de Sangue, contendo os relatos de suas sessões de narrativa. Passei a acompanhar as informações sobre o financiamento, baixei o quickstart, narrei algumas vezes e realmente gostei da combinação do sistema de resolução de conflitos com a temática. 

De posse de uma cópia de Yggdrasil RPG, foi possível confirmar que a qualidade gráfica do livro é ótima, possui uma bela diagramação e durante a leitura diversas palavras de origem nórdica, ajudam o leitor na imersão do cenário. Confiram uma resenha de Yggdrasill RPG, para maiores detalhes.

Yggdrasill RPG apresenta os vikings de uma forma totalmente diferente, esqueça essa ideia mítica que os vikings são bárbaros selvagens em busca apenas de espólios de guerra, eles constituem povoados organizados, cidades em expansão, uma religião rica em detalhes, diversos planos de existência, nove reinos a serem explorados, líderes nobres e senhores do conhecimento que proclamam vários poemas nórdicos.

A cultura viking é rica em detalhes e o Yggdrasill RPG expõe todos esses mínimos detalhes, durante a leitura você irá imergir nos costumes diários, conhecer a situação política na época, participar dos festivais, aprender a interpretar as runas ancestrais, explorar territórios e gozar de espólios de guerra.

A criação de personagens é interessante, de forma aleatória runas podem definir alguns aspectos dos personagens que irá enriquecer seu prelúdio. Em seguida o jogador escolhe o arquétipo de personagem que abre um leque de opções de competências e de proezas de combate.


Os personagens são compostos de nove Atributos Básicos, que descrevem as qualidades físicas do personagem, divididos em três grupos de três, ou seja, o grupo CORPO: Força, Vigor e Agilidade; o grupo MENTE: intelecto, Percepção e Tenacidade e o grupo ALMA: Carisma, Instinto e Comunicação. Oito Atributos Secundários: Reação, Movimento, Defesa Física, Defesa Mental, Pontos de Vida, principais estatísticas de referencias para o combate. Um Atributo Especial: Furor que concede bônus em situações complicadas. As Competências que representam as perícias. E as características: Dádivas e Fraquezas, uma espécie de qualidades & defeitos.

A resolução de conflitos de Yggdrasil RPG é bastante competente, os testes são realizados da seguinte forma: o jogador rola um número de d10’s equivalente ao seu Atributo Básico, mantêm os dois valores mais altos e soma o resultado com o valor da Competência do personagem, que deve igualar ou superar a Margem de Sucesso, se necessário o jogador pode utilizar um ponto de Furor para obter um bônus em sua jogada. A elegância desse sistema deixa a narrativa bem fluída.

Durante a resolução do combate, utiliza-se a mesma mecânica básica, salvo alguns detalhes que deixaram os combates rápidos e potencialmente mortais. Os personagens tem acesso as Proezas de Combates, ou seja, manobras de combate que concedem bônus de ataque ou defesa ao personagem atacante e penalidade ao seu alvo. Durante o combate o personagem pode realizar um ataque simples baseado em seus Atributos Básicos ou uma Proeza de Combate, já em sua defesa ele pode Aparar ou Esquivar o golpe. Todas essas ações podem ser influenciadas por pontos de Furor que irão conceder uma maior bonificação. Os personagens podem realizar diversas ações em único turno, com penalidades acumulativas em suas ações.

Em relação ao dano das armas, o seu valor é fixo e o excedente da Margem de Sucesso de um ataque bem sucedido vai para o dano, o que pode gerar danos massivos, que serão “absorvidos” pela armadura do alvo.

Inicialmente essa gama de ações em um combate pode passar a ideia que o combate será moroso, mas o Narrador geralmente irá utilizar personagens coadjuvantes figurantes, que possuem as suas estáticas de combate bem simplificada. Então o combate preferencialmente será violento, rápido e mortal, ou seja, o mais importante o combate será ÉPICO. 

A Magia no cenário Vinking de Yggdrasill RPG é sutil e diversificada, existem três domínios de magias, SEIDR (feitiços), GALDR (encantamentos) e RUNES (Magia das Runas). Mecanicamente cada domínio de magia é bem diferente, são poucas as opções de magias que podem ser realizadas em cada domínio e pouquíssimas as que podem ser utilizadas em um combate, pois as magias necessitam de todo um preparo que irá durar muito tempo para ser realizada em um combate. Mas esse elemento é um atrativo para o sistema e se encaixa perfeitamente ao cenário.


O Domínio SEIDR (Feitiço), mecanicamente é baseado em um teste de Atributo Básico (Instinto) + Competência (SEIDR), contra a Margem de Sucesso 14. Se a magia for realizada contra um alvo hostil soma-se a Defesa Mental do alvo a Margem de Sucesso. Além disso, há uma penalidade cumulativa ao teste, referente ao nível da magia, quanto mais poderosa a magia maior a penalidade, ou seja, aumenta os riscos e a probabilidade da magia falhar. O Domínio GALDR (Encantamento) utiliza magias baseadas nos clamores do mago, mecanicamente o teste é baseado na escolha do efeito desejado, que possuem um determinado valor que irá se acumular e formar a Margem de Sucesso, a qual o usuário da magia deve superar. O Domínio RUNES (Magia das Runas) utiliza magias baseadas na “escrita” da runas em determinados materiais, a duração da confecção da runa interfere diretamente na dificuldade em conjurar a magia, e na dificuldade do alvo em resistir.

Com toda certeza posso afirmar que Yggdrasil RPG é um excelente rpg, possui um cenário riquíssimo e os jogadores brasileiros iram ganhar mais uma opção de qualidade para as suas narrativas.

Para maiores detalhes acompanhem as informações no grupo Yggdrasil RPG, confiram os relatos da Campanha de Fernando Ferreira na Fanpage Crônicas Skjöldung -Sagas de Sangue e apoiem o Yggdrasill RPG a ser financiado no Catarse.


Autor Jan Piertezoon

A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast. Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller e Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Comentarios