Select Menu

Narrativas

Narrativas
» » » » » Resenha: HQ Caliban & Abismo Infinito
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga


Buscando mais inspirações para um novo arco de estória para as narrativas do RPG Abismo Infinito encontrei a HQ Caliban, de autoria do renomado escritor Garth Ennis. A trama desenvolvida durante a narrativa é ideal para exemplificar ao leitor e ao narrador do RPG Abismo Infinito, como iniciar uma narrativa que apresenta o universo em que será o palco da estória e constrói gradativamente os personagens protagonistas.

Recomendo a leitura da HQ Caliban, pois a narrativa desenvolvida fornecer inspirações para o narrador, iniciar uma boa estória. Pois bem... confira a resenha da HQ Caliban.

Resenha: Caliban

A nave espacial de mineração, denominada Caliban, vaga pelo espaço em grande velocidade, uma viagem atravessando o tempo e o espaço. De acordo com a narrativa que é construída lentamente fica claro para o leitor que a nave espacial realiza uma viagem de rotina, sem nenhum problema aparente, e com o avançar da trama um inesperado acidente dá início ao surgimento de um grande terror. Sem uma explicação aparente a nave de mineração Caliban se funde a uma nave de origem desconhecida, causando diversas mortes e liberando uma criatura que buscar por presas fáceis.  

Fortemente influenciado pelo clássico sci-fi de Ridley Scott, Garth Ennis, desenvolve o seu próprio enredo de “survival horror”, em uma narrativa tensa. O escritor apresenta aos leitores, protagonistas com personalidades marcantes sem perder pequenos traços de humor em seus diálogos.

O leitor passa a conhecer o universo onde é desenvolvida a estória, principalmente através da narração em primeira pessoa da protagonista Nomi, que aspira se tornar uma grande escritora americana, e dessa forma, ela gasta o seu tempo registrando suas memórias em um aparelho digital que lembra um tablet. Com esse recurso na narrativa Garth Ennis apresenta para o leitores a construção de seu universo, mas também demonstra o quão tedioso é estar em uma nave de mineração espacial.

A tripulação realiza um trabalho regular sem satisfação pessoal, e em diversos momentos Nomi se perde em suas memórias de infância. Em contraponto a narrativa em primeira pessoa de Nomi, temos a protagonista San, que está constantemente expressando a sua insatisfação com suas atividades e seus diálogos estão repletos de sarcasmo. 

Essa narrativa lenta na construção e a apresentação dos personagens envolve o leitor em um clima de tensão, que irá culminar em um momento de terror quando ocorrer uma “colisão” entre naves espaciais, fundindo instantaneamente as naves envolvidas.  

A Capa & Arte interna é trabalho do desenhista Facundo Percio, que já trabalhou diversas vezes para Editora Avatar Press, durante a leitura diversas ilustrações ricas em detalhes, aumentam a imersão do leitor no universo futurista de Garth Ennis. Durante os momentos de tensão e horror as ilustrações conseguem impactar e passar ao leitor todo o sentimento de horror em que os protagonistas estão envolvidos.

Garth Ennis e a Editora Avatar Press possuem reputações de apresentar aos leitores estórias repletas de cenas fortes banhadas a sangue, o que pode ser comprovada com a ilustração da capa da edição nº1, dessa forma, creio que Caliban irá desenvolver uma estória de horror fenomenal... vamos aguardar ansiosamente as próximas edições.

Ficha Técnica

Criado e Escrito por: Garth Ennis

Capas & Arte Interna por: Facundo Percio

Cores por: Hernan Cabrera

Letras por: Kurt Hathaway

Editora (Publisher): Avatar Press

Autor Jan Piertezoon

A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast. Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller e Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

1 Deixe seu relato!!!

  1. Leitura obrigatória para quem joga e narra Abismo Infinito e quem curte o cenário, muito bom !

    ResponderExcluir