Select Menu

Narrativas

Narrativas
» » » » » Guerra dos Tronos RPG: Elaboração de Narrativas
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga


O universo criado por George R. R. Martin é gigantesco, o que fornece aos narradores de RPG, uma grande variedade de eventos históricos que podem ser explorados para a elaboração de cenários para diversas campanhas.

Após a publicação do post da personagem Tysha, a Sacerdotisa, passei a receber diversas indagações sobre como realizo a elaboração da narrativa sem alterar com os eventos principais dos livros.

Bem de uma forma bem simples, escolho utilizar eventos ou antagonistas de tramas secundárias que possam ser trabalhados nas narrativas, vamos a um exemplo...

Primeiro – Estabeleço o período na Linha do Tempo de Westeros que desejo utilizar:

Período: Dinastia Targaryen
Rei de Westeros: Aegon Targaryen, O improvável.
Ano (Depois do Desembarque de Aegon Targaryen, O Conquistador): 255DDA a 260DDA
Nascimentos:
Mace Tyrell, filho de Luthor Tyrell e Olenna Redwyne. (Ano 256DDA)
Elia Martell, filha da Senhora Martell. (Ano 257DDA)
Oberyn Martell, filho da Senhora Martell. (Ano 258DDA)
Mirri Maz Duur, uma Lhazarena. (Ano 258DDA)
Rhaegar Targaryen, filho de Aerys Targaryen e Rhaella Targaryen, nascido no mesmo dia da Tragédia de Solarestival. (Ano 259DDA)
Mortes:
Maelys Blackfyre, morto nos Passopedra por Barristan Selmy. (Ano 256DDA)
Aegon V, morto na Tragédia. (Ano 259DDA)
Sor Duncan, Senhor Comandante da Guarda Real, morto na Tragédia. (Ano 259DDA)
Duncan Targaryen, morto em circunstâncias desconhecidas relacionadas à Tragédia. (Ano 259DDA)
Eventos:
Grande Meistre Pycelle é nomeado para o pequeno conselho. (Ano 258DDA)
Tragédia de Solarestival. (Ano 259DDA)
Jaehaerys II é coroado. (Ano 259DDA)
Gerold Hightower nomeia Barristan Selmy como um membro da Guarda Real. (Ano 260DDA)
Tywin Lannister derrota e extermina as Casas Reyne e Tarbeck. (Ano 260DDA)
Conflitos:
Guerra dos Reis de Nove Moedas. (Ano 256DDA)

Segundo – Com a Linha do tempo estabelecida escolho um evento dentro dessa linha de tempo para ser o pano de fundo da minha narrativa, elaboro um pequeno resumo do que pretendo abordar dentro da narrativa e apresento aos jogadores para terem uma ideia durante a criação de personagens:

Evento que será abordado na narrativa: A Guerra dos Reis de Nove Moedas começa quando o Bando dos Nove, que incluía Maelys Blackfyre, conquista a Cidade Livre de Tyrosh e Passopedra, antes de planejar um ataque a Westeros.

Terceiro – Reúno informações em ordens cronológica que será um guia durante a narrativa, essas informações contém todos os fatos, locais e principais antagonistas que serão utilizados:

O Bando dos Nove
O Bando dos Nove é um grupo de ambiciosos mercadores, mercenários e piratas que se reuniram com o objetivo de edificar o seu próprio reino, uma das suas primeiras ações foi realizar um ataque para conquistar as Terras Disputadas, uma região no continente de Essos que vem sendo contestada entre as Cidades Livres, a importância da região se deve ao fato da localização geográfica que garante uma posição estratégica que facilita o deslocamento entre o Continente de Essos e o Continente de Westeros, pois quem tem o domínio das Terras Disputadas tem acesso ao Passopedra e por ventura ao Braço Quebrado de Dorne, o que facilitaria o deslocamentos de exércitos de Essos para atacarem Westeros.

Após conquistarem as Terras Disputas o Bando dos Nove invade e conquista a cidade de Tyrosh estabelecendo em seu governo Alequo Adarys, o Língua Dourada, que passou a agir como um tirano, logo em seguida marcharam para a região de Passopedra e a conquistaram. Com o domínio de toda essa região Maelys Blackfyre, o Monstruoso, último dos Pretendentes Blackfyre, descendente de Daemon Blackfyre, articula com os outros membros do Bando dos Nove em busca de apoio em sua investida para reclamar seu direito ao Trono de Ferro e conquistar os Sete Reinos. Durante esse período Maelys Blackfyre passa a comandar o Companhia Dourada, a maior companhia de mercenários das Cidades Livres.  

O Rei Aegon Targaryen, o Improvável, reconheceu a ameaça e de imediato, enviou suas forças para a região de Passopedra. Esse conflito na região de Passopedra ficou conhecida como a Guerra dos Reis de Nove Moedas, diversos Cavaleiros de Westeros se destacaram na batalha, deve-se uma atenção especial a Brynden Tully, o Peixe Negro por demonstrar grande habilidade em combate durante a guerra e em Barristan Selmy, que matou Maelys Blackfyre, dito o Monstruoso, extinguindo assim a linhagem masculina da Casa Blackfyre.

Apesar da derrota o Bando dos Nove, através de Alequo Adarys, manteve-se em atividade por mais seis anos enquanto possuíam a Cidade de Tyrosh sobre domínio, mais logo após Alequo Adarys ser deposto do governo da Cidade de Tyrosh o Bando dos Nove se extingui e seus membros se dispersaram.

Pronto... esse é todo o processo que utilizo para a preparação do cenário onde será desenvolvido a narrativa da minha campanha de Guerra dos Tronos RPG.


Autor Jan Piertezoon

A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast. Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller e Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Comentarios