Select Menu

Narrativas

Narrativas
» » » Resenha de HQ's: SAGA, HAPPY! e X-MEN: Deus ama, o homem mata.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga



Vamos colocar as resenhas em dias, pois aqui na redação do Blog Filhos da Gehenna temos muitas HQ’s para serem resenhadas, dessa forma, teremos resenhas objetivas e sinceras para ajudar ao leitor a adquirir as melhores HQ’s.

Os amantes de HQ’s não tem o que reclamar, pois os inúmeros lançamentos de encadernados de excelentes histórias em quadrinhos tem esvaziado o bolso de muitos.

A DEVIR nos brinda com duas excelentes HQ's... SAGA de Brian K. Vaughan e HAPPY! de Grant Morrison, completando esses fantásticos lançamentos temos X-MEN: Deus ama, o homem mata de Christopher & Brent.

Resenhas...
  

SAGA

Sinopse: Em meio a uma terrível guerra que assola a galáxia, dois soldados de lados opostos se casam e têm uma filha. Isso é apenas o começo dos transtornos para ambos, que precisam fugir de seus respectivos exércitos e de todo e qualquer perigo em busca de um local para viver em paz.

Resenha: SAGA é uma HQ vencedora do Eisner em 2013, nas categorias de melhor série, melhor nova série e melhor escritor. Escrita por Brian K. Vaughan (criador de Y – O Último Homem, Ex Machina e Runaways) e ilustrada por Fiona Staples (artista premiada por Mystery Society), a série faz uma bela homenagem ao estilo Space Opera, com forte inspiração de obras pulps, ao estilo de Buck Rogers e Flash Gordon, além disso, possuí como cenário um universo grandioso e riquíssimo com raças alienígenas, naves espaciais, soldados galácticos... influência de Star Wars, mas apesar de toda essa mistura de influências Brian K. Vaughan apresenta todas as informações de uma forma bem peculiar em uma primorosa história. 

Na história de SAGA, somos apresentados a Alana e Marko, dois soldados de lados opostos de uma longa e duradoura guerra intergaláctica que estão apaixonados e lutam para garantir que a sua filha recém-nascida Hazel, consiga sobreviver... essa premissa é responsável em atrair a atenção do leitor para o universo apaixonante criado por Vaughan.

Compra certa? Sim. Saga apresenta ilustrações belíssimas e um roteiro primoroso conferindo ao leitor um prazer único na leitura, uma bela obra. 

Informações básicas:
Editora: Devir
Edição: Com o formato de 18,4 x 27,2; capa dura, 168 páginas coloridas em papel couchê.
Preço: R$ 59,00


Happy!

Sinopse: Nick Sax é um ex-policial bêbado e corrupto transformado num matador de aluguel que perambula num mundo crepuscular de assassinatos ocasionais, sexo barato, eczema e traição.

Resenha: Nessa época natalina nada melhor que ler uma HQ de humor ácido, com muita violência, cenas bem “escrotas”, com alguns elementos fantásticos e a consciência perturbada de um ser fantasiado de Papai Noel. Todos esses elementos criativos que compõe a HQ Happy! é a primeira colaboração de Grant Morrison (Batman, Os invisíveis) como roteirista e Darick Robertson (The Boys, Transmetropolitan) como ilustrador.   

Na trama de Happy! somos apresentados a Nick Sax que tem problemas durante um serviço que deu errado... após ser dado como morto, acordar em um hospital com uma bala alojada no corpo, descobre que é alvo da polícia e da máfia, fica sabendo que existe um ser doentio assassino de crianças fantasiado de Papai Noel que está aterrorizando a cidade e que agora tem um novo amigo... Happy!

Happy é simpático cavalinho azul, que apenas Nick Sax pode ver e ouvir, mas a presença desse amigo imaginário é responsável por ajudar a Nick resolver todos os seus problemas... até certo ponto.

A edição da Devir é magnífica, o encadernado contém o arco de história completa de Happy! e o trabalho gráfico confere ao leitor um “prazer” na leitura, repleto de bônus, como esboços de Happy, Nick Sax, comentários dos autores e curiosidades da produção e da divulgação, uma edição definitiva para os fãs de Grant Morrison.

Compra certa? Sim, sim, sim. Happy! é uma história em quadrinhos bizarra que irá proporcionar momentos de humor e asco. Para os leitores que estão acostumado com Preacher de Garth Ennis é compra certa e para os leitores novatos e sensíveis também é um compra certa, principalmente por essa obra sair do tema quadrinhos de super-heróis.  

Informações básicas:
Editora: Devir.
Edição: É uma Edição Definitiva, com o formato de 18,4 x 27,2; capa dura, 136 páginas coloridas em papel couchê.
Preço: R$ 55,00


X-men: Deus ama, o Homem mata

Sinopse: Os fabulosos X-Men necessitam se aliar a Magneto, o seu maior rival para derrotar um novo adversário que ameaça a todos em nome de Deus. Em sua guerra santa os membros da Cruzada Stryker estão preparados para purificar a Terra, sem se importar com as consequências sangrentas de sua causa.

Resenha: Chris Claremont um dos mais importantes roteiristas dos X-Men, produziu durante quinze anos consecutivos de 1975 a 1991 e durante esse período grandes sagas mudaram o universo dos mutantes. X-men: Deus ama, o Homem mata é uma HQ com uma trama bem elaborada que na época chamou bastante atenção, ainda hoje o tema abordado na história é bem atual.

Na história somos apresentados ao reverendo William Stryker, religioso fanático que quer convencer o povo americano que os mutantes são uma ameaça à raça humana e à todos os dogmas cristãos. Na concepção do reverendo Stryker os mutantes são crias do demônio e que precisam ser extintos. O Professor X e o reverendo Stryker protagonizam diversos debates ideológicos na TV, e aos poucos o povo americano passa a aceitar os dogmas do reverendo, enquanto isso, a equipe de Purificadores, assassinos de mutantes do reverendo William Stryker atua sorrateiramente.

Apesar de Chris Claremont utilizar diálogos extensos e em alguns momentos redundantes, a leitura flui perfeitamente, a arte de Brent Anderson (Astro City) é clássica e de ótima qualidade.

Compra certa? Sim. X-Men – Deus ama, o homem mata é uma história em quadrinho marcante, uma trama bem elaborada que faz o leitor refletir sobre alguns pontos. Deve-se salientar que essa trama foi referência para o filme X-Men 2. A edição da Panini Comics compõe o arco completo da história, uma ótima qualidade na execução gráfica e diversos bônus, como as entrevistas exclusivas com o roteirista Chris Claremont e o desenhista Brent Anderson.

Informações básicas:
Editora: Panini Comics.
Edição: Com o formato de 20,5 x 27,5; capa dura, 104 páginas coloridas em papel couchê.
Preço: R$ 22,90

Autor Jan Piertezoon

A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast. Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller e Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Comentarios