Select Menu

Narrativas

Narrativas
» » » » » » » Star Wars Saga - Preparativos para uma nova campanha
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga


Ontem no Grupo do Reduto do Bucaneiro estive lendo os preparativos da campanha Cães de Caça que o Rafão Araújo preparou para os seus jogadores, o texto é uma verdadeira aula para narradores que desejam estruturar a forma básica da sua campanha, saliento que o Rafão Araujo recentemente terminou uma campanha de 34 sessões, e todas as sessões estão relatadas no Blog Reduto do Bucaneiro, leitura obrigatória. Toda essa preparação é um fator principal, em minha opinião para um bom sucesso do andamento da campanha.

Seguindo o exemplo do Rafão, mas de uma forma menos complexa, decidir compartilhar a preparação que realizo quando vou iniciar a uma campanha, seja ela de pequena ou longa duração, como estou prestes a iniciar algumas sessões de Star Wars Saga, tentarei colocar nesse post, os fundamentos da minha narrativa no universo de Star Wars.

Narrar no universo de Star Wars tem algumas responsabilidades, principalmente se os jogadores em questão forem grandes fãs da saga, conhecedores do universo expandido e muitas outras mídias, as quais, essa franquia alcançou.

Alguns preparativos foram necessários para a elaboração das sessões de RPG, principalmente assistir novamente a saga, ler quadrinhos do universo expandido e ouvir muitos Podcast (Holocast). Com um universo riquíssimo de Star Wars, o narrador tem uma infinidade de possibilidades para aborda, o que pode ser até um pouco complicado de decidir por onde começar, não adianta o narrador tentar absorver todos os detalhes e estar preparado para resolver todas as possibilidades, o ideal é se estabelecer um período especifico ao qual será o cenário para a sua narrativa.

Antes de decidir em que época estabelecer o cenário da narrativa, estruturei algumas características que devem estar presentes na narrativa, a campanha será divida em três arcos de historia onde terá conduzida por uma característica predominante.

Arco 01 - Infortúnio
Os jogadores devem estar preparados para mudanças drásticas, diversos fatores serão desencadeados por ações dos jogadores, alterando a região em que convivem de forma negativa, não há necessidade de serem acusados pelas mudanças, mas os mesmos devem estar cientes que foram os culpados.

Arco 02 - Rebelião
As mudanças foram grandes e tiveram conseqüências desastrosas, os personagens recusam-se a obedecer ordens impostas, realizando diversas manifestações passivas e violentas, com o objetivo reformular a atual estrutura, seja depondo autoridades ou auxiliando na ascensão de um novo líder local.

Arco 03 – Façanha
Uma nova ordem é imposta e os jogadores devem realizar diversas atitudes extraordinárias, para manter a conquista. Esse momento será o ápice da campanha os jogadores iram utilizar todos os seus recursos para manter a salvo, a conquista alcançada.  Não haverá momentos para descanso, varias decisões devem ser tomadas, um clima de tensão dominará esse momento da narrativa, e os jogadores devem sentir que os seus personagens estão em risco constante e alguns sacrifícios serão realizados, mas ao final de toda a empreitada os heróis devem receber os louvores da vitória.

Com essa estrutura básica estabelecida decidir encaixar a aventura durante a Era da Ascensão do Império. Nesse período os personagens dos jogadores poderão realizar grandes feitos, em embates contra um inimigo em comum, o controle absoluto do Império. 

A ERA DA ASCENSÃO DO IMPÉRIO
(22 a 32 anos antes de Uma Nova Esperança)

Uma campanha ambientada nesta era enfoca o lento declínio e corrupção da República. Quando A Ameaça Fantasma termina, o futuro da galáxia parece brilhante. O carismático e popular Palpatine foi eleito como Supremo Chanceler, a Federação do Comércio foi aparentemente desmantelada e os Cavaleiros Jedi encontram-se no ápice de seu poder e influência. Entretanto, há uma sombra sinistra rastejando pela galáxia. Os malignos Sith retornaram. Crimes andam aumentando. Políticos continuam a debater e a olhar para seus próprios interesses egoístas. Nada é realmente o que parece. 

O Ataque dos Clones se desenrola numa galáxia divida pelo conflito, ódio e cobiça. Liderados por um carismático Separatista chamado Conde Dookan, milhares de mundos se rebelaram contra a República. Essa “Confederação de Sistemas Independentes” quer se libertar do jugo de um senado corrupto, desatentos de que sua insurreição galáctica pode permitir o surgimento de um mal ainda maior. Quando a guerra é estimulada e eclode entre a República e os Separatistas, várias oportunidades de aventura se apresentam. Heróis trabalhando para o Supremo Chanceler, para o Conselho Jedi ou para o Conde Dookan podem realizar missões para avivar a onda de decadência que cresce com a passagem dos anos. Lembre-se que não importa o que seus jogadores pensam sobre o Chanceler Palpatine, a maioria das pessoas vivendo nesta era o considera um líder bom, justo e a melhor esperança para a República. As suas verdadeiras maquinações ainda estão para ser reveladas Similarmente, Conde Dookan parece ter os melhores interesses da galáxia em seu coração. Ninguém suspeita que esse reformado Mestre Jedi caiu para o lado negro da Força.

Durante essa era, todas as espécies são iguais. Para cada senador Humano, existem muitas outras espécies no senado. Algumas das espécies de eras futuras não foram descobertas ainda (como os Ewoks), enquanto que outras apenas realizaram rápidas visitas (como os batedores avançados dos Yuuzhan Vongs). A ordem dos Cavaleiros Jedi é mantida coesa pelo Conselho Jedi, e vários dos dez mil Cavaleiros atravessam a galáxia defendendo a República. Muito mais Sensitivos a Força treinam nas academias Jedi espalhadas pela República, cada um desejando ser escolhido como aprendiz Padawan. Daqueles que não são selecionados para treinamento avançado, acabam utilizando suas habilidades adquiridas para ajudar a República de outras maneiras. Alguns, por exemplo, se tornam fazendeiros nas Agri-Corps ou curandeiros nas Medi-Corps.

Oficiais corruptos, criminosos diversos, corporações malignas, assassinos, tiranos beligerantes, e Jedis negros abundam nesse período de tempo. Novos mundos ainda estão para ser descobertos e novas espécies alienígenas são encontradas a todo instante. Qualquer um desses elementos podem se tornar ganchos para grandes aventuras. Lembre-se que o Conselho Jedi deseja aprender mais sobre a ameaça Sith. De sua câmara no topo do Templo Jedi em Coruscant, a capital da República, o Conselho discretamente envia membros chave para investigar incidentes que poderiam estar conectados de alguma maneira aos Sith. Apesar deles terem começado como um império dominado por Jedis corruptos, eventualmente Darth Bane alterou a própria natureza dos Sith para sempre. Ele criou a lei da nova Ordem Sith: só pode haver dois Sith ao mesmo tempo, um mestre e um aprendiz. Isso não limita a quantidade de seguidores e vassalos que eles podem utilizar, apenas o número de Sith ativos. Durante a Vingança dos Sith, o Chanceler Palpatine revela para Anakin Skywalker que ele é, de fato, o Lorde Sith Darth Sidious. Até esse momento, ele já perdeu dois aprendizes (Darth Maul e Darth Tyranus) em lutas contra os Jedis. 

Contudo, ele cria uma aparente crise que encoraja os senadores da República a lhe dar poderes permanentes, fazendo dele Imperador da Galáxia. Darth Sidious ataca os Jedi com seu exército de tropas clone e toma Anakin Skywalker como seu mais novo aprendiz Sith, Darth Vader. Com sua vitória quase completa, envia Darth Vader numa caçada pelos Jedi remanescentes enquanto varre os últimos vestígios da Velha República. Heróis desse período podem ser Jedis fugitivos ou potenciais membros do que eventualmente se tornará a Aliança Rebelde.

Para explorar as características da narrativa estabelecidas o cenário principal, ao qual, os personagens dos jogadores iram ser imersos, deve apresentar uma situação propícia e adequada para acarretar tais mudanças, um lugar onde o governo ou guilda local está em constante mudança, apresentando oportunidades para a interação dos personagens. Nesse caso, o melhor local que encontrei foi o Planeta Tatooine.

Tatooine é um planeta de clima árido em um sistema estelar na Orla Exterior. Habitado por diversas raças que tiram seu sustento de grandes fazendas, mas uma parcela da população trabalha, com a venda de equipamentos e comercialização de sucata, durante o período da Ascensão do Império é possível participar de corridas de pod e alguns torneio de sabacc. A sua estrutura de governo é financiada e organizada pelos grandes chefes do crime, fato este que deu uma reputação desagradável ao planeta, onde apenas a escória da galáxia freqüenta, devido ao grande número de criminosos que podem ser encontrados.

Durante a criação de personagens informei aos jogadores que os personagens aos poucos foram moldados pelo ambiente árido, repleto de organizações criminosas do Planeta Tatooine, a personalidade dos personagens deve conter determinação, sagacidade e instinto de sobrevivência. Os senhores do crime de Tatooine sempre estão procurando por soldados para realizarem sua proteção pessoal, pilotos para entregas perigosas, caçadores para recuperarem artefatos roubados e caçadores de recomeça para eliminar os asseclas que romperam contratos com a organização.

Bem essa foi a estrutura básica para a minha narrativa de Star Wars Saga, que irei narrar, com o intuito de compartilhar com vocês as sessões de jogo e um podcast onde iremos debater sobre o sistema saga.   



Autor: Jan Piertezoon
A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast.  Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller & Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!
  


Autor Jan Piertezoon

A Mente maléfica por trás da criação do Blog Filhos da Gehenna, (ir)responsável pela narração da atual crônica do blog apresentado no podcast. Aficcionado por jogos de interpretação, onde o sistema preferido para as minhas crônicas é o Storyteller e Storytelling. Um colecionador de livros de RPG e um grande consumidor de podcast. RPG Mainstream ou Indie não importa, jogo todos!!!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

1 Deixe seu relato!!!

  1. Como faço para jogar esta aventura ?

    Parabéns pela pesquisa e pela ambientação, muito bem feita.

    ResponderExcluir